Fingindo que O conhece

Era pouco depois da hora do almoço, duas vezes por semana eu ia atender uma paciente em sua casa. Ela havia sido vítima de uma trombose e a intervenção da fisioterapia era imprescindível. Uma senhora muito amável, de cabelos completamente brancos, olhos azuis e uma pele bem clarinha. Uma ex professora de português, muito educada. Atenciosa como se fosse minha avó, me perguntava como eu estava, como haviam sido os meus dias. Mas havia um momento que me chamava mais atenção, era quando eu chegava e ia a seu encontro. Era uma alegria, uma receptividade que me enchia de satisfação, e me fazia ficar ainda mais encantada por ela. Que tardes proveitosas, que prazer!

Mas não era só a trombose que lhe acometia, mas também o Mal de Alzheimer, uma doença que degenera os neurônios, fazendo com que sua memória se comprometa. E nesse caso específico, seu quadro já era bem avançado. Aí você deve estar pensando: Então ela não se lembrava de você todas as vezes que te via? Isso mesmo! Ela não lembrava. Talvez o jaleco branco, os aparelhos e meu jeito fosse familiar, quem sabe. Mas com toda certeza, ela não se lembrava de mim. Eu chegava lhe cumprimentando, fazendo “aquela festa toda”, ela jamais iria fazer a desfeita de me perguntar quem eu era. Ela “fingia” bem!

Foi nesse dia a dia, que o Espírito Santo me perguntou: E aí, todas as vezes que eu te encontro você me recebe com alegria porque me conhece bem ou pra não fazer desfeita? Afinal, pareço ser importante na sua recuperação, renovação, sobrevivência? Ou toda aquela alegria, mãos levantadas, gritos, arrepios, lágrimas é apenas uma forma tradicional de mostrar que Deus se faz presente? Você me conhece? Tem intimidade comigo? Me convida ao menos duas tardes durante a semana? Ou também finge bem?

Quando conhecemos alguém, e temos bastante intimidade, o mais comum é que algumas coisas aconteçam, como por exemplo: Ficamos com a linguagem parecida com a dele/dela, o reconhecemos em qualquer lugar que estiver, entendemos seus sinais, identificamos facilmente sua voz e seus passos, conhecemos detalhes de sua história, dentre tantas outras coisas. Sua relação com Deus tem sido assim? Talvez você achava que O conhecia, mas agora percebeu que precisa encontra-lo mais vezes.  Te convido a não se conformar com tão pouco! Antes de você nascer Ele já te conhecia, mesmos com seus defeitos o Seu amor nunca diminuiu, mesmo quando você o ignora Ele não cessa em lhe dar livramentos, em te abençoar. Se permita conhecer a Ele, é o mínimo que devemos fazer. Nunca será tarde!

“Clama a mim, e responder-te-ei e anunciar-te-ei coisas grandes e ocultas que não sabes”. Jeremias 33:3

“Então conheçamos, e prossigamos em conhecer ao Senhor; a sua saída, como a alva, é certa; e Ele a nos virá como a chuva serôdia que rega a terra”. Oséias 6:3

Por Laís // Fisioterapeuta. Cristã. Escreve pro Blog desde o início e sempre compartilha conosco suas experiências incríveis!

Anúncios

Um pensamento sobre “Fingindo que O conhece

Deixe um comentário!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s