Pra quê viver assim?

Esses dias estava conversando com uma amiga e pude ver em sua feição, em suas atitudes o quanto ela não estava bem, o seu rosto resplandecia a sua tristeza. Cheguei até ela e perguntei se estava bem e a resposta foi: – “Estou sim!”, porém, eu já sabia que a resposta seria essa, sempre é assim, pois sempre queremos esconder as nossas emoções com medo ou receio do que as pessoas irão pensar.

Até que eu insisti e ela me disse que não estava bem, se sentia  “insuportável”, e que não sabia o que era. Confesso que na hora fiquei sem reação, pois não tinha muito o que falar. Eu já estava cansado  dessa situação, sabe?! O que mais tenho visto entre meus amigos, colegas, pessoas que vivem dentro das igrejas são pessoas assim – tristes, cabisbaixas, sem alegria, cansadas de si mesmo, cansadas dos problemas, com vontade jogar tudo pra o alto e desistir.

Na mesma hora eu lembrei de uma ministração de Fernanda Brum  onde ela fala para as mulheres que TPM não é desculpas (este texto não é só para mulheres não) para ficar triste, pra baixo, “esquisita”, pois os homens também têm guerra de hormônio, e ela falou de uma experiência que acredito eu,  que vive isso todos os meses.

Fernanda falava que todas as vezes em que fica esquisita, estranha, ela olha para o espelho, olha para si mesmo e diz: -“Fernanda, você não é guiada por si própria, mas guiada pelo Espírito Santo e Ele é alegria, domínio próprio (…)”

Lembro que quando assisti Deus falou muito forte comigo, pois sei que isso é um desafio para nós homens, mulheres, jovens, adultos, velhos. E disse a ela( minha amiga) : -“Olha, renunciar o eu, a carne, é também nessas situações.”

Eu não estou querendo dizer que você que está lendo este texto não pode ficar triste, não, de forma alguma. Estou dizendo que suas emoções não podem afetar a sua vida espiritual, não podem afetar as pessoas que estão ao teu lado.

O que eu quero dizer à você é: Muitas vezes nós damos importância demais às nossas emoções que nos deixam cegos. Quantas vezes você estava triste e várias pessoas passaram por você e não deu nem a mínima, teve oportunidade, mas não falou de Jesus. Quando olhamos para a Palavra de Deus observamos que os discípulos de Jesus erraram, se entristeciam, mas não deixavam  de falar de Jesus, não deixava de refletir o caráter de Cristo.

Se as pessoas falassem de Jesus com a mesma intensidade e importância que dão às suas emoções, sentimentos e abusos, o mundo já estaria salvo. 

Escolha hoje viver a vida abundante, a alegria viva e transbordante de Deus!

“O Senhor é a minha força e o meu escudo; nele o meu coração confia, e dele recebo ajuda. Meu coração exulta de alegria, e com o meu cântico lhe darei graças” (Salmos 28:7).

Quer se alegrar? Comece exaltando, adorando a Deus e declarando a santidade de Deus, aí sim, você será alegre e cheio do Espírito.

Por Geison Flávio. 

Anúncios

Um pensamento sobre “Pra quê viver assim?

Deixe um comentário!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s