Destruindo fortalezas!

imagesAssisti a um programa de TV que estava falando sobre novos tratamentos de beleza e massagens para os pés. Então mostraram uma bailarina que falou que odiava os seus pés, que eles eram horríveis, cheios de calos, deformidades e marcas, já que ela passava a maior parte dos dias de sapatilha de ponta. Ela ainda disse que não usa sandálias, pois acha que todos prestam atenção nos seus pés. Ainda mencionou que quando está cansada e seu namorado oferece uma massagem, não tem coragem de aceitar e que evita idas à praia, mas quando vai, enterra os pés na areia. Ela falou tão mal dos próprios pés, que fiquei curiosa para vê-los. A matéria ia terminar com esta bailarina em um centro estético, experimentando uma nova técnica para diminuir as marcas dos seus pés e eu esperei. Ao final, ela mostrou os pés e eu fiquei impressionada em como eles eram bonitos. Sim, eram bonitos. Realmente havia alguns calos e marcas vermelhas, mas achei tão insignificantes. E ela, coitada, mal deixava os pés serem filmados enquanto fazia o tratamento.

No mesmo instante lembrei do meu cabelo. Cresci ouvindo que ele é muito volumoso e ondulado, que não combina com cortes curtos, que cabelo liso é mais bonito e tantas outras coisas. Não preciso nem falar sobre as neuras que se formaram na minha cabeça, né? Sou adepta à escova e chapinha, mas ultimamente não tem sido fácil manter o cabelo do jeito que gosto, pois um bebê requer muito tempo nosso e nem sempre é possível. Então aproveitei a matéria que vi e a palavra que veio ao meu coração e decidi deixar meu cabelo secar naturalmente, sem qualquer ajudinha do secador. Resultado: fiquei tão surpresa quanto com a matéria da bailarina, achei ele lindo! Estava ondulado, com uma forma que achei muito bonita. Fiquei impressionada com a imagem que eu fazia do meu cabelo, eu esperava uma coisa tão horrível! Então eu refleti em como potencializamos coisas que vemos como defeitos em nós, no quanto somos capazes de distorcer nossa própria imagem e vermos coisas que os outros não veem. Muitas vezes as pessoas nem perceberam, mas nós mesmos fazemos questão de falar, de ressaltar o que não gostamos e, assim como aconteceu com a bailarina, aguçamos a curiosidade dos outros para o que vemos como defeitos.

Imediatamente me veio à memória uma pregação que havia visto sobre as fortalezas que satanás constrói em nossas mentes. Meu Deus, como acreditamos nas mentiras dele! Às vezes caímos como patinhos nas armadilhas que ele prepara e nos deixamos ser tratados como brinquedos em suas mãos. É bem verdade que as investidas dele começam bem cedo, quando ainda somos crianças, é assim que ele consegue criar complexos e traumas dentro de nós, mas somos capazes, sim, de desfazer essa imagem errada que temos e passar a enxergar a verdade de Deus para nossas vidas! Satanás quer que odiemos nossos corpos, mas temos que lembrar que somos feitos à imagem e semelhança de Deus e cada parte é preciosa, especial e bonita. Nosso corpo é templo do espírito santo, não devemos malquerer ele! Cada detalhe nosso foi criado por Deus, Ele não errou, fez exatamente como queria fazer. Ele nos fez diferentes de propósito, somos únicos, ímpares.

Logicamente existem partes que não nos deixam muito satisfeitos (e essa insatisfação geralmente vem por responsabilidade nossa, já que temos preguiça de praticar exercícios, comemos o que não devemos e tantas outras coisas que nós decidimos fazer), mas aí entra o equilíbrio. Devemos saber cuidar dos nossos corpos e tentar melhorar o que não nos deixa bem, mas não permitir que a insatisfação nos domine, de forma que nos tornemos o tipo de pessoa que não se aceita e quer se enquadrar no padrão de beleza atual a qualquer custo. Por mais que a gente tenha um estilo de vida saudável, em todas as áreas, nós ainda teremos características só nossas e assim acontece com as outras pessoas, portanto não queira ser igual a ninguém, foque em melhorar o que já existe em você.

Um dia assisti a um documentário que falava sobre a forma que meninas de 9 a 13 anos se viam. Um fotógrafo tirou fotos de todas elas, então manipulou as imagens com um programa de photoshop e depois imprimiu, sendo duas fotos com elas mais magras e duas com elas mais gordinhas e apenas uma com a imagem real. O resultado foi surpreendentemente triste pra mim! Quando eles perguntavam qual foto delas era a que foi revelada com o tamanho real, sem manipulação, a maioria escolheu uma das duas fotos onde elas estavam com tamanhos maiores. E depois perguntaram com qual foto elas queriam parecer, e elas escolhiam uma das duas mais magras, principalmente a mais magra de todas. Isso é muito triste! Elas se viam acima do peso que realmente tinham e queriam ser bem mais magras, sendo que a foto original era a mais bonita! Mas elas não enxergaram isso. Imaginem a confusão que devia estar na cabeça daquelas meninas? Mas não pensem que esta é uma realidade distante, isso acontece dentro das nossas casas. Acontece com a gente, com as nossas filhas, irmãs, mães, primas e amigas. Por causa dessa imagem distorcida de si, as pessoas têm se tornado cada vez mais carentes e buscam aprovação em qualquer lugar,de qualquer pessoa e a qualquer custo.

E o que podemos fazer para derrubar essas fortalezas? Renovar as nossas mentes (“Não se amoldem ao padrão deste mundo, mas transformem-se pela renovação da sua mente, para que sejam capazes de experimentar e comprovar a boa, agradável e perfeita vontade de Deus.” Rm 12:2), conhecer a verdade de Deus sobre nós (“E conhecerão a verdade, e a verdade os libertará.” Jo 8:32) e ouvir a palavra, pois assim nossa fé aumentará (“Logo a fé é pelo ouvir, e o ouvir pela palavra de Cristo.” Rm 10:17). Desta forma, conseguiremos trocar as informações erradas que já existem dentro de nossas mentes, pela verdade de Deus, então poderemos desfrutar a nossa vida livremente. Sem complexos, neuras e amarras. As fortalezas nos aprisionam num mundo triste e sem vida, viramos escravos dessas dificuldades. Deus não quer isso para as nossas vidas, então vamos pedir Sua ajuda, vamos passar a filtrar melhor as informações que entram em nossas mentes e sempre que ouvirmos uma mentira de satanás, falar em alto e bom som o que somos para Deus!

“Eu te louvarei, porque de um modo tão admirável e maravilhoso fui formado; maravilhosas são as tuas obras, e a minha alma o sabe muito bem.” (Sl.139:14).

“Eu é que sei que pensamentos tenho a vosso respeito, diz o Senhor; pensamentos de paz e não de mal, para vos dar o fim que desejais” (Jr 29:11).

“mas, como está escrito: Nem olhos viram, nem ouvidos ouviram, nem jamais penetrou em coração humano o que Deus tem preparado para aqueles que o amam” (1Co 2:9).

“Ora, se vós, que sois maus, sabeis dar boas dádivas aos vossos filhos, quanto mais vosso Pai, que está nos céus, dará boas coisas aos que lhe pedirem?” (Mt 7:11).
“Porque somos feitura sua, criados em Cristo Jesus para as boas obras, as quais Deus preparou para que andássemos nelas.” (Ef.2:10).

“E sabemos que todas as coisas contribuem juntamente para o bem daqueles que amam a Deus, daqueles que são chamados segundo o seu propósito.” (Rm. 8:28).

Por Camilla Oliveira. 

Anúncios

Deixe um comentário!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s